Sábado, 12 de Novembro de 2005

Vive-me

A vida entrou devagarinho pela janela. Provavelmente, tinha deixado uma fresta aberta. Chegou-se a mim e deve ter dado um grito manso no meu ouvido:

“Vive-me!”

Nunca fui muito de obedecer a ordens de ninguém. E afinal o que é a vida para se achar no direito de me gritar, murmurando? Coisa estranha que me tinha acordado do meu sono bem desperto. E insistia:

“Vive-me! Eu sou só um sopro, uma brisa leve e rápida. Respira cada momento

Talvez de raiva, olhei a vida de frente. Foi então que recomecei a vivê-la.
publicado por lique às 18:33
link do post | quer comentar? | favorito
|
5 comentários:
De Anónimo a 3 de Abril de 2006 às 01:39
A vida muitas vezes é assim.
Ele nosimpõe a vivenciar momentos ruins, bons, sem que queiramos, sem que estejamos prontos.
Talvez seja a roda viva que vem, sem pedir licença e nos leva a viver o tal momento.
Há que diga que somos condenados a viver, seja o que for.
De um jeito ou de outro, a vida é a vida; é um dia depois do outro, e, enquanto estivermos dentro dessa "vida" temos que recebê-la e pior, vivê-la.isis
(http://frida)
(mailto:isismenezes@uol.com.br)
De Anónimo a 27 de Março de 2006 às 18:14
Quanta coisa linda por aqui... Gostaria de pedir permissão para copiar estas palavras. Boa semana!Mel
(http://neurasdelicadezas.zip.net/)
(mailto:melcampos@hotmail.com)
De Anónimo a 21 de Novembro de 2005 às 14:00
Olá Lique
Que tenhas passado igualmente um bom fim de semana que o meu, para além da chuva, foi pacifico. Gostei de ler minha amiga, viver a vida em pleno deixando para trás os momentos díficeis; como eu te entendo. A vida segue em frente e nós à frente, comandamos sem lamentar o que ficou. Há sempre uma janela por de trás de uma porta que se fechou sei disso agora Lique, e mais que nunca, eu salto com alegria essa janela! Beijos amiga e uma semana serena para ti.eu mulher
</a>
(mailto:mulher@sapo.pt)
De Anónimo a 18 de Novembro de 2005 às 22:01
Tens razão, M. Este texto foi escrito em Setembro, após uma fase muito má da minha vida, por razões várias. Mas a única hipótese foi mesmo voltar a viver, na plenitude do que isso implica.
Um beijo para ti e bom fim de semana.lique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 15 de Novembro de 2005 às 11:20
Há frestas abençoadas Lique, e a tua, na tua janela, foi uma delas.
A vida, ainda que seja apenas um leve sopro merece ser vivida. Para isso existimos, e por isso, temos a obrigação de a brindar com aquele abraço que somente os corações sabem dar. A vida ensina-nos, testa-nos por vezes é até traiçoeira mas, compete-nos a nós mostra-lhe, que a força existe dentro de nós e que jamais perderemos a oportunidade de a viver. Nunca vivemos em vão, nunca as nossas energias são desperdiçadas antes, cada pedacinho de segundo é parte de um todo do qual, um dia nos orgulharemos e com o qual faremos a mais bela história: a nossa.
Um abraço de mulher para mulher.eu mulher
</a>
(mailto:mulher@sapo.pt)

Comentar post