Terça-feira, 6 de Julho de 2004

Pequenas dores

suffering.jpg


Nas pequenas vidas
Está a marca da ausência
Nó que se não desata
Em lágrimas rio de sal

Nas pequenas dores
Está o poder da coragem
Alento do dia a dia
Vida marcada nas mãos

Nas pequenas alegrias
Está o diário da vida
Tesouro de alma contido
Em caixa comprada em saldo



Pequenas alegrias suportam pequenas dores
E nas pequenas vidas geram grandes amores




Quadro: Charlise Tiee
publicado por lique às 08:20
link do post | quer comentar? | favorito
|
50 comentários:
De Anónimo a 8 de Julho de 2004 às 22:26
Yardbird: Enquanto duram...:)*lique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 7 de Julho de 2004 às 23:25
Os nossos amores são sempre frandes. Ou não? :)Yardbird
(http://novosvoos.blogspot.com)
(mailto:yardbird25@netcabo.pt)
De Anónimo a 7 de Julho de 2004 às 08:23
Inconformada: mais uma razão para darmos importância a todas as vidas, porque há, em todas, grandes e pequenas coisas. Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 7 de Julho de 2004 às 08:22
Márcia: obrigada pela visita e amáveis palavras. irei visitar-te, logo eua possa. Um abraço.lique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 7 de Julho de 2004 às 08:20
OrCa: a tua imaginação, amigo, é prodigiosa. Era de facto algo sísmico a D. Fátima a dizer qualquer poema no meio duma sala... mas não impossível. Bjslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 7 de Julho de 2004 às 08:18
Encandescente: se calhar é a minha, a tua , a de tanta gente... Não há critério de classificação. Mas não significa que dessas vidas não saiam grndes amores ou outros "feitos" :) Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 7 de Julho de 2004 às 08:16
José Duarte: também podia dizer-se que os pequenos e os grandes amores geram grandes dores. Porque também é verdade. Bjslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 7 de Julho de 2004 às 08:14
Maria: é isso, amiga, todos deviamos somar as nossas pequenas alegrias... por vezes não lhes damos valor. Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 7 de Julho de 2004 às 08:12
ognid: engraçadinho... :)Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 7 de Julho de 2004 às 08:10
Analfabeto: e eu estou feliz por ti, amigo. Não é que já me tinha parecido que tu estavas com uma atitude muita mais de bem com a vida? Então aproveita essa maré de felicidade e não a deixes fugir. Bjslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)

Comentar post