Sexta-feira, 2 de Julho de 2004

Notícias tristes

sophia_brando.jpg



O fim da tarde de hoje trouxe-me a notícia das mortes de Sophia de Mello Breyner Andresen e de Marlon Brando. Fica aqui a minha homenagem aos dois, num poema de Sophia.


A hora da partida





A hora da partida soa quando
Escurecem o jardim e o vento passa,
Estala o chão e as portas batem, quando
A noite cada nó em si deslaça.
A hora da partida soa quando
As árvores parecem inspiradas
Como se tudo nelas germinasse.

Soa quando no fundo dos espelhos
Me é estranha e longínqua a minha face
E de mim se desprende a minha vida.




P.S.: Merecídissimas homenagens a Sophia de Mello Breyner podem encontrar hoje em muitos blogs. Para quem apreciava Marlon Brando aconselho a ir ao Blogue de Cartas e ler a magnífica homenagem que lhe é prestada pela Dora.
publicado por lique às 23:27
link do post | quer comentar? | favorito
|
28 comentários:
De Anónimo a 4 de Julho de 2004 às 22:12
quanto à sophia, foi nas palavras dela que aprendi a gostar de poesia. depois comprei todos os livros e hoje olho-os e sei que as palavras perdurarão. o marlon brando revi ontem o filme "há lodo no cais" e relembro o motivo pelo qual ele não aceitou o Oscar: o tratamento dado pelos estados unidos aos indios. era um Homem daqueles com H. 2 pessoas que perdurarão e permanecerãoencandescente
</a>
(mailto:encandescente@sapo.pt)
De Anónimo a 4 de Julho de 2004 às 15:36
Adorei o poema!!! Tenho problemas em lidar com a morte; terei que a enfrentar um dia (por causa dos meus pais. Vou gravar este poema no meu coração, porque fala da morte com uma paz que raramente se encontra.
Obrigada Lique. Porque estou a ver a poesia doutra forma!!! Tem um bom dia. Um abraço. Martamarta teixeira
(http://amartaeeu.blogs.sapo.pt)
(mailto:martamariabraga@clix.pt)
De Anónimo a 4 de Julho de 2004 às 00:56
Alguns partem e a sua ausência é leve como uma pena. De outros se dirá que pena é a sua própria partida. OrCa
(http://sete-mares.blogspot.com)
(mailto:jorcas@netcabo.pt)
De Anónimo a 3 de Julho de 2004 às 23:45
Não conhecemos nunca inteiramente ninguem. Somos desconhecidos, às vezes, do nosso âmago e, surpreendemo-nos com coisas e sentimentos que nunca contámos em segredo a nós próprios... porque não comunicamos primeiro com a nossa essência.
A poesia tambem é uma das minhas paixões adormecidas, mas, deixarei para um tempo próximo o blog onde intervirei de modo diferente.
Apareça porque eu virei aqui mais vezes!
Tambem é preciso rir dos que julgam que não existem seres sensíveis e inteligentes!
hammer
(http://hammer.blogdrive.com)
(mailto:anboke@yahoo.com)
De Anónimo a 3 de Julho de 2004 às 19:17
Sophia & Brando, grandes na vida, juntos na partida. Generosos, deixam-nos livros e filmes. Grandes Obras.BjsLia
(http://textosecenas.blogs.sapo.pt)
(mailto:liaccarvalho@hotmail.com)
De Anónimo a 3 de Julho de 2004 às 18:29
A Sofia trouxe-me aqui e gosteiAnjo élico
(http://extinto.blogger.com.br/)
(mailto:anjoelico@hotmail.com)
De Anónimo a 3 de Julho de 2004 às 18:26
Solidarizo-me com todos aqueles que lamentam estas perdas e em especial contigo pelo bonito gesto de os homenagear aqui!!Armando
(http://portugalnoseupior.blogs.sapo.pt)
(mailto:portnsp@sapo.pt)
De Anónimo a 3 de Julho de 2004 às 18:14
Marlon : Bravo !

Oitenta e quatro Rosas para Sophia !Finurias
(http://www.cagalhoum.blogspot.com)
(mailto:blog_do_cagalhao@portugalmail.pt)
De Anónimo a 3 de Julho de 2004 às 18:14
A TODOS: obrigada por terem contribuído para esta homenagem. Sophia era, como quase todos sabem, especial para mim. Brando era a lembrança da minha juventude e de tantas horas a vê-lo. Que para eles aconteça o que diz Sophia "O vento levará os mil cansaços/Dos gestos agitados irreais/E há-de voltar aos nosso membros lassos/A leve rapidez dos animais." Um beijo para todos
lique
(http://mulher50a60.blogs.sapo.pt)
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 3 de Julho de 2004 às 17:26
Não preciso de palavras...sei como gostas de Sophia, e ela será eterna, tu sabes disso. Um beijinho amigo e tem um bom fim-de-semana.anomalia
</a>
(mailto:anomalia@sapo.pt)

Comentar post