Quarta-feira, 23 de Junho de 2004

No nevoeiro do destino

fog.jpg


Dentro do nevoeiro
Parti sem destino
Sem pensar planícies
Sem sonhar água
Sem querer colinas

Dentro do destino
Parti no nevoeiro
A querer horizontes
A pensar poentes
A sonhar marés

Para alcançar um abrigo
No nevoeiro do destino
Sonhei a minha partida
publicado por lique às 07:17
link do post | quer comentar? | favorito
|
50 comentários:
De Anónimo a 24 de Junho de 2004 às 00:30
ognid: ehehehe... como se o teu francês alguma vez tivesse prestado para alguma coisa! O texto coincidiu com o dia, pronto. E parti no nevoeiro, mas não me falem mais de D. Sebastião!! Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 24 de Junho de 2004 às 00:03
Continuas com um estado de espírito um pouco como a manhã de hoje - cinzento. Adorei o "dentro do nevoeiro/parti sem destino" e depois "dentro do destino/parti no nevoeiro". Tu jongles avec les mots - é o que me vem à cabeça e oxalá o meu francês ainda valha alguma coisa 8-) bjksognid
(http://catedral.weblog.com.pt)
(mailto:ognid@sapo.pt)
De Anónimo a 23 de Junho de 2004 às 23:43
José: obrigada, amigo. Saudades de te ver por aqui! Bjslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 23 de Junho de 2004 às 23:39
Muitíssimo bom lique!
Parabéns.
BeijinhosJose Duarte
(http://menofrasco)
(mailto:jpduarte@sapo.pt)
De Anónimo a 23 de Junho de 2004 às 22:56
Sara: não sei como te agradecer essas palavras. Talvez não agradecendo, que aqui há pessoas a quem não se agradece o carinho e o apoio; retribui-se em dobro, se possível. Vem sempre, amiga. Já lá vou que hoje ainda não te li. Beijinhos lique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 23 de Junho de 2004 às 22:44

Ah, lique, partir no nevoeiro sem "pensar planícies/ Sem sonhar água/
Sem querer colinas/... na demanda desse abrigo que se evapora nos dias da alma...
Sabes? A tua escrita, este poema particularmente, fez-me pensar em Eugénio de Andrade. A escrita cristalina certeira e apenas a necessária. O perfeito recorte das palavras...
Evocação de algo indefinível...
A mim resta-me apenas entrar no nevoeiro, neste céu de chumbo que sobre nós hoje se abateu e prometer não estar tanto tempo sem cá vir...
Beijo doce, lique

deSaraComAmor
(http://oblogdalibelua.blogs.sapo.pt)
(mailto:deSaracomAmor@sapo.pt)
De Anónimo a 23 de Junho de 2004 às 22:42
Adesse: tem sido um pavor amiga. Arranjar um bocadinho em que tudo esteja a funcionar é milagre. Depois há blogs que de um momento para o outro se apagam. Enfim... obrigada por teres vindo e comentado. Beijinho de boa noite para ti.lique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 23 de Junho de 2004 às 22:35
esta é a tentativa x + 1... Já vivo sob a tirania do meu pc, agora ainda tenho que enfrentar a do sapo! Estou mesmo a precisar de férias, mas ainda falta tanto... O que me vale é gostar de nevoeiro ;-)). Um beijo de boa noite para ti, Lique.adesse
(http://sulanorte.blogs.sapo.pt)
(mailto:skuld_m@hotmail.com)
De Anónimo a 23 de Junho de 2004 às 22:12
Angeliser: obrigada pela tua visita e pelas tuas palavras. Já passei pelo teu blog mas as actuais condições do Sapo tornam difíceis as coisas mais simples como passar e comentar. Volta sempre. Vou fazer por te visitar. Bjslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 23 de Junho de 2004 às 22:08
Olá vim visitar mais 1 vez este teu cantinho e fiquei apaixonado pela tua escrita, gostei bastante.
Felicidades
www.poetaslunares.blogs.sapo.ptangeliser
(http://www.poetaslunares.blogs.sapo.pt)
(mailto:angeliser@wolfheart.org)

Comentar post