Quarta-feira, 9 de Junho de 2004

Morreu Sousa Franco

F1-PU12.jpgSousa Franco morreu esta manhã, de ataque cardíaco, na sequência de um incidente ainda não muito bem esclarecido ocorrido em Matosinhos entre duas facções do PS. Sem concordar com as suas opções políticas, sempre me pareceu um homem que seria mais um técnico da sua área (Finanças) do que um político propriamente dito. Esta campanha trouxe-o para a ribalta por falta de opções credíveis do PS. Aliás o mesmo terá sucedido no PSD, ao pôr como cabeça de lista alguém que era conhecido por ser dos nossos piores representantes na UE.
De qualquer forma, há que respeitar a morte “em serviço” de uma pessoa que se dedicou à tarefa complicada que lhe foi dada. E há que perguntar: e agora? Para mim, a morte de Sousa Franco, que profundamente lamento, não muda nada. Necessário é que cada um faça as suas opções racionalmente e, no domingo, vá votar consciente que, se calhar, estas eleições não significam “só” eleger deputados para o Parlamento Europeu. Essa será também certamente a melhor forma de honrar a memória deste homem.



publicado por lique às 11:06
link do post | quer comentar? | favorito
|
19 comentários:
De Anónimo a 10 de Junho de 2004 às 19:58
Faltou-me, ainda, um adjectivo para a atitude de não votar (nem que seja em branco): indesculpável. Será demagógico considerar terrível que, havendo quem dê a sua vida pela "coisa pública", alguns cidadãos (?) não sejam capazes de lhe dedicar escassa meia-hora de tantos em tantos anos? OrCa
(http://sete-mares.blogspot.com)
(mailto:jorcas@netcabo.pt)
De Anónimo a 10 de Junho de 2004 às 19:42
Encurtando razões, estou mais na "onda" de MAC. Fica lá quase tudo dito. Sublinharia, apenas que, no trajecto político de Sousa Franco - de que não tenho a mesma cor política ou filisófica - lhe reconheço não a tibieza, mas a definição clara, não a cobardia, mas a frontalidade. Mudou de trajecto quando assim o entendeu, mas com dignidade e honra. "Só os burros não mudam", de diz. Reconheço-lhe, também, na sua acção, a preocupação reiteradamente manifesta, mais em actos que em palavras, no social. E não há muitos a fazê-lo...
Dele se dirá ser dos poucos que dignificam e enobrecem a Política e, por isso, todos ficamos mais pobres e "sós" com a sua morte.

Votemos, pois, não para honrar a sua memória, mas para honrar a nossa e sermos dignos dele. Tenho comigo este único radicalismo: Considero que, em democracia, não votar é o acto mais "chulo", mais abjecto de anulação da autoestima e do carácter a que cada cidadão se pode entregar. OrCa
(http://sete-mares.blogspot.com)
(mailto:jorcas@netcabo.pt)
De Anónimo a 10 de Junho de 2004 às 08:13
MAC, vou fazer uma excepção para ti na política de não responder a comentários (só esta semana) para te dizer primeiro que estou contente por "ouvir" de ti. Tens estado tão ausente que já me perguntava por onde andarias. Gostei da tua homenagem e, de certa forma, dos teus esclarecimentos sobre Sousa Franco. Sem concordar com a sua linha política, também sempre me pareceu um homem honesto e desses eu digo sempre que não são "políticos". São aquelas definições de políticos que infelizmente nós temos aprendido na prática. Beijinhos. Volta mais vezes.lique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 10 de Junho de 2004 às 00:39
Do que conheci do Prof. Sousa Franco,e foi pouco, bastou-me para ver a grandeza e nobreza de carácter de um homem de convicções fortes. Se era politico ? Claro que era, mas nunca vendeu a sua cinsciencia a interesses obscuros.Se se pode ser politico, sendo sério ao mesmo tempo, de certeza que ele o conseguiu.
Era um homem extremamente preocupado com a vertente social da governação e o efeito redistributivo que devem ter os impostos que todos pagamos. Assisti a várias conferencias dadas pelo Professor. Era um homem inflamado , porque acreditava naquilo que transmitia , mas era sempre suave no debate. Como politito fez várias transformações no ministério visando sempre aquilo que hoje ninguém tem coragem de implementar: a guerra à evasão fiscal . Passar dos muitos projectos que ele trabalhou e apresentou, para a letra da lei, é que não foi possivel, porque os lobies económicos deste país são muito fortes .
Era acima de tudo um homem bom.
Não é por acaso que o país está de luto e em estado de quase letargia. Homens com "H" grande , da estatura de Sousa Franco, há poucos. Agora vemos uns crocodilos para aí a deixar cair a lágrima , depois do repasto na porcaria com que o tentaram envolver. Crocodilos é o que eles são, mas já ninguém os acredita e este canteiro, dificilmente terá solução sem um homem da craveira de Sousa Franco, independentemente de lhe quererem atribuir a paternidade de crises que ele não gerou e que só por cobardia se tenta sacudir a água de um capote que está mais do que encharcado.MAC
</a>
(mailto:galileu60@hotmail.com)
De Anónimo a 9 de Junho de 2004 às 23:57
Respeito a morte de qualquer um, para mais não comento, enquanto não vier a verdade a publico, acerca da morte do Prof. Sousa Franco.....analfabeto
(http://analfabetosexual.blogs.sapo.pt)
(mailto:pp@sapo.pt)
De Anónimo a 9 de Junho de 2004 às 23:33
Sousa Franco era um homem de honra e de princípios,o que contratava com o poder que nos governa e com alguma gente dentro do partido a que pertencia.Morreu a lutar por uma causa, num tempo em que muito poucos têm causas.
Honra ao Homem.henrique doria
(http://odisseus.blogs.sapo.pt)
(mailto:henriquedoria.@netcabo.pt)
De Anónimo a 9 de Junho de 2004 às 22:43
Gostava de lhe ter dado o meu voto. Dei-lho já. Não conheci o Homem, mas respeitava o Político. Pena, apenas isso. A minha pena. O pais fica mais pobre, mas já somos pobres....atuaLolita
(http://levementerotico.blogs.sapo.pt/)
(mailto:violeta_2002@mail.pt)
De Anónimo a 9 de Junho de 2004 às 21:00
Os que aqui costumam vir sabem que esta semana, porque estou de férias, não tenho estado a dar respostas individuais aos comentários. Mas porque me parece que a (o) moonlight interpretou mal o que eu disse, quero, além de lhe agradecer o comentário, esclarecer que, quando eu disse "não muda nada", quis dizer a nível político e nas minhas opções eleitorais. Não sei a que propósito vem o Féher para aqui, não me lembro de ter editado nada a respeito dele. Quanto aos insultos feitos a Sousa Franco, acho que quem conhece minimamente o que aqui edito sabe que eu nunca aprovei qualquer baixaria a nível político... nem a qualquer outro nível já agora. Fica bem.lique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 9 de Junho de 2004 às 20:48
Realmente, o Féher mereceu muito mais porque muito mais importante... e a respeitar a morte? What about life?Não muda nada? Nem sequer tem o poder de nos colocar um espoelho em frente das ORELHAS?moonlight
</a>
(mailto:moony@ufo.com)
De Anónimo a 9 de Junho de 2004 às 20:07
exactamente, Lique, honremos a memória do homem, do professor, do político, do simples cidadão e cumpramos o nosso dever no domingo. adesse
(http://sulanorte.blogs.sapo.pt)
(mailto:skuld_m@hotmail.com)

Comentar post