Sábado, 5 de Junho de 2004

De manhã, a viagem

greetingthemorning.jpg


Na manhã de bruma o mar dissolve-se em cinza
A janela rasga o olhar sobre as praias abandonadas
A velocidade leva-me até ao rio original
Onde o sol hesita em planar sobre os barcos
Os cafés e os bancos olhando o rolar da água
O comboio abranda no cais antigo
Início e fim de muitas viagens
Despeja a multidão naquela outra máquina
Que veloz a larga no fim do caminho
Destino prosaico de todos e alguém
Naquela manhã, eu.
publicado por lique às 19:39
link do post | quer comentar? | favorito
|

sobre mim

pesquisar

 

outras palavras minhas

palavras recentes

Passeando na blogoesfera....

O Beijo

Reinvenção do mundo

de impossibilidades

Fixação

Ritual do silêncio

Poema à mãe

Azul, azul...

Ecos de Abril...

Desencanto

palavras guardadas

Dezembro 2007

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO

subscrever feeds