Terça-feira, 11 de Maio de 2004

Em resposta a Vinicius

hands.jpg


Amigo




Mal nos conhecemos
Inaugurámos a palavra amigo!

Amigo é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo,

Uma casa, mesmo modesta, que se oferece.
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!

Amigo (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
Amigo é o contrário de inimigo!

Amigo é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado.
É a verdade partilhada, praticada.

Amigo é a solidão derrotada!

Amigo é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
Amigo vai ser, é já uma grande festa!



Alexandre O' Neill, No reino da Dinamarca



publicado por lique às 21:43
link do post | quer comentar? | favorito
|
28 comentários:
De Anónimo a 12 de Maio de 2004 às 19:26
João Maria: Vou escolher a minha letra, sim. Não tarda estou lá. Bjslique
(http://mulher50a60.blogs.sapo.pt)
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 12 de Maio de 2004 às 19:25
Porquinho: olha eu só o conheço dos livros. E para mim é uma referência, sempre. A poesia dele para mim é uma fonte inesgotável de lucidez e sentido crítico. Bjslique
(http://mulher50a60.blogs.sapo.pt)
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 12 de Maio de 2004 às 19:23
Xanu: Obrigada pelas tuas palavras. Tens muita razão: amigos, mais vale poucos mas dos que ficam sempre ao nosso lado! Beijinhoslique
(http://mulher50a60.blogs.sapo.pt)
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 12 de Maio de 2004 às 16:23
Enquanto existir poesia a solidão será sempre derrotada mais tarde ou mais cedo. Vem escolher a tua letra...

Até sempre!João Maria
(http://apenasoamor.blogs.sapo.pt)
(mailto:joaomaria1@sapo.pt)
De Anónimo a 12 de Maio de 2004 às 15:25
...como eu gosto de reler o Alexandre (conheci-o dos bairros altos de há uns anos atrás, de conversas sempre inacabadas de jantares sempre renovados de gente que se conhecia acidentalmente e amava esgrimir palavras e poemar/desenhar nas toalhas de papel e voltar sempre ao "local do crime", noite após noite)o que me fizeste lembrar...Bjs e inté!porquinho da india
(http://bertoblog.blogs.sapo.pt)
(mailto:baconfrancis@netcabo.pt)
De Anónimo a 12 de Maio de 2004 às 13:42
Vim aqui de fugida, só pra dizer que mesmo sem comentar muito ultimamente, tenho lido e que adorei a Dª Fátima. (tb conheço algumas!!) Bjs
Quanto a amigos...tenho alguns graças a deus, para o bom e para o menos bom...e tenho MUITOS conhecidos que no bom estão lá sempre mas quando lhes cheira a esturro...se ti vi nem me lembro!! Pois o normal! Agora é que vou...xau bjsXanu
(http://www.lugarencantado.blogs.sapo.pt)
(mailto:aldina@pthosting.com)
De Anónimo a 12 de Maio de 2004 às 13:38
MWOMAN: Obrigada pelas tuas palavras. E é mesmo assim amigo será sempre uma grande festa! beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 12 de Maio de 2004 às 13:36
Pantanero: tens razão a amizade e a solidariedade dão-se e recebem-se assim... simplesmente e sem alardes! Bjslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 12 de Maio de 2004 às 13:34
Analfabeto: e aqui tu também estás em casa amigo, para falar a sério ou a brincar! Bjslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 12 de Maio de 2004 às 13:32
Encandescente: amigo é tudo isto que todos têm dito e, como eu sou vidrada no Alexandre O'Neill, tinha que ser esta a resposta. Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)

Comentar post