Domingo, 21 de Março de 2004

The becoming of Spring (Ostara)

Ostara.jpg

“Ostara (Eostre), the Goddess of Spring and the Morning Redness, presides over the Vernal Equinox is commonly depicted standing among Spring's flowers and vines, holding an egg in Her hand. Around Her feet the hares play joyfully in the Spring grass and birds fly above Her. Her head is crowned with Spring's flowers.”

Holiday overview - by Christina Aubin



Os festejos do equinócio da Primavera provêm duma tradição pagã, ainda hoje celebrada nos círculos que mantêm as antigas religiões pré-cristãs. Curiosos são os símbolos associados à deusa da Primavera: um ovo, lebres, pássaros. A própria palavra Ostara (ou Eostre , como também é referida) é certamente a origem da palavra Easter (Páscoa) . A Páscoa é frequentemente celebrada próximo do início da Primavera.
É interessante pensar na forma como as antigas religiões se misturaram com o cristianismo, mantendo muitas das razões de celebração. Na Primavera, continuamos a ver a renovação da terra e um pouco também a nossa, o acabar dos rigores do Inverno, a promessa de dias belos e alguma chuva associados à fertilidade (hoje em dia, é talvez esse o aspecto menos importante nas zonas ditas civilizadas, mas é ainda primordial para quem depende da terra para viver). E na Páscoa, para os cristãos e para os judeus, há renovações com diferentes significados, mas que não deixam de ser renovações, em cada ano que passa.
Curioso é também que a data da celebração de Ostara, para quem segue as antigas religiões, varie conforme o hemisfério (a data de 21 de Março é para o hemisfério norte). Mas a Páscoa é ditada pelas datas do hemisfério norte, independentemente do início da Primavera. As religiões cristã e judaica, originárias do hemisfério norte, ditaram a sua lei, abafando todo o significado pagão que estava associado à data.
Tudo isto são curiosidades. Nós vamos continuar a celebrar a Primavera porque o sangue nos corre mais quente e suave no corpo, em comunhão com a terra lá fora, e vamos também celebrar a Páscoa, com coelhinhos e ovinhos de chocolate que “roubámos” a Ostara, por fé ou por tradição.
Então feliz equinócio e celebremos Ostara, por agora!

publicado por lique às 10:51
link do post | quer comentar? | favorito
|
9 comentários:
De Anónimo a 30 de Março de 2004 às 21:15
Susana: o teu comentário quase me passava despercebido se não estivesse na área de edição do blog. Sê bem vinda! Obrigada pelas tuas palavras e volta sempre! :))*lique
(http://mulher50a60.blogs.sapo.pt)
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 30 de Março de 2004 às 20:59
...fiz ao contário comecei no fim e termino no principio...dizendo-te apenas que adorei todo o conteudo.***susana
(http://vozes.blogs.sapo.pt)
(mailto:susana229@sapo.pt)
De Anónimo a 22 de Março de 2004 às 09:43
Grilinha: obrigada por teres vindo. Tens toda a razão, a primavera renova-se todos os anos, a nossa primavera é que não volta. Mas pode sempre ser primavera no nosso coração...:))***lique
(http://mulher50a60.blogs.sapo.pt)
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 22 de Março de 2004 às 00:52
A Primavera é a rainha das flores // São tão bonitas que não há igual // A Primavera vai e volta sempre // Mocidade já não volta maisgrilinha
(http://grilinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:grila@netcabo.pt)
De Anónimo a 21 de Março de 2004 às 21:37
E nem podia ser de outra maneira, Lique!:))Como vês, as coisas correm-nos de feição! É aqui nos diálogos que mais nos encontramos e trocamos ideias, crzamos "saberes" e bolas, Mulher: Sabores! Que belo lanche da boa Lusofonia que postaste despois, hein? Isto é que é vida...beleza! Um abraço "ajantarado" que cheguei agorinha mesmo à cidade, amiga! Continua que o pessoal gosta de te visitar! Oh bela "casinha" esta! Jinhos:)))**misogena
(http://www.inocencia.blogs.sapo.pt)
(mailto:misogena@sapo.pt)
De Anónimo a 21 de Março de 2004 às 16:38
Mis: como sempre, amiga, tu acrescentas o teu saber e a tua sensibilidade aos posts que aqui ponho. Assim mesmo deve ser, para que todos fiquemos mais ricos e tiremos algo válido desta experiência. Beijinhos e volta sempre. Como estamos a caminho da hora do lanche, que tal chá e umas torradinhas? :))lique
(http://mulher50a50.blogs.sapo.pt)
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 21 de Março de 2004 às 16:30
Xzip: Não andamos quase todos aqui para nos expressarmos e também para aprendermos uns com os outros? E o melhor de tudo é que toda esta experiência nos abre os horizontes pelo conhecimento de pessoas diferentes de nós que nos trazem experiências e conecimentos diversos. Por isso eu, tal como a Mis, acho que o melhor de tudo é a troca de ideias que se realiza aqui, nos comentários. Volta sempre e feliz equinócio da Primavera!lique
(http://mulher50a60.blogs.sapo.pt)
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 21 de Março de 2004 às 16:14
Olá Lique, bom domingo!
Gostei muito do teu artigo de hoje, se gostei!:))) Pois é amiga, tantas das, quase todas, festas católicas são adaptação dos antigos ritos pagãos! E tinha que ser mesmo assim, senão não haveria seguidores da Nova Fé! O Carnaval veio da celebreção do "Farmakós", tal como a Páscoa do mito de Perséfone, o renascer do solo! O resgate da colheita do Hades... olha, isto tem, realmente, muito que se lhe diga! Quando li Mirdea Eliade sobre estes assuntos, abriu-se uma janela imensa na minha maneira de ver a vida! Já foi há anos, mas nunca deixa de estar presente no modo desprendido como vivo: a explicação do mundo não é só uma...são tantas! Belo artigo! Continua! Jinhos!:))*** misogena
(http://inocencia.blogs.sapo.pt)
(mailto:misogena@sapo.pt)
De Anónimo a 21 de Março de 2004 às 14:36
Tentei comentar mas não posso. Porque aprendi tantas coisas engraçadas hoje no teu blog. Felizes os ignorantes que gostam de conhecer o sabor da sabedoria. Adorei o teu texto. Nem me tinha lembrado que dia era hoje. Obrigado pela recordação. Fica bem.Xzip
(http://bluedream.blogs.sapo.pt)
(mailto:jpft2001@sapo.pt)

Comentar post

sobre mim

pesquisar

 

outras palavras minhas

palavras recentes

Passeando na blogoesfera....

O Beijo

Reinvenção do mundo

de impossibilidades

Fixação

Ritual do silêncio

Poema à mãe

Azul, azul...

Ecos de Abril...

Desencanto

palavras guardadas

Dezembro 2007

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO

subscrever feeds