Segunda-feira, 12 de Junho de 2006

de impossibilidades

 

há uma escuridão por trás dos olhos
uma ausência de palavras
como se de usadas tivessem se gastado
definitivamente.

 

há uma impossibilidade de tudo em tudo
uma impossibilidade.

 

no entanto o dia é azul e claro
e cantam os pássaros no ipê.

 

talvez apenas tenha eu mudado
talvez apenas tenha eu morrido
quase sem me aperceber.

 

Márcia Maia, in em queda livre

 

hoje estou: parada no tempo
publicado por lique às 22:24
link do post | quer comentar? | favorito
|
1 comentário:
De frioleiras a 20 de Junho de 2006 às 22:15
Lindo ! E eu que procurei o teu "blogue" no que desativaste...

Comentar post

sobre mim

pesquisar

 

outras palavras minhas

palavras recentes

Passeando na blogoesfera....

O Beijo

Reinvenção do mundo

de impossibilidades

Fixação

Ritual do silêncio

Poema à mãe

Azul, azul...

Ecos de Abril...

Desencanto

palavras guardadas

Dezembro 2007

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO

subscrever feeds