Quarta-feira, 8 de Dezembro de 2004

Hoje vim escrever para aqui

Pois foi. Hoje vim para aqui porque me apeteceu. Talvez tenha alguma saudade deste canto onde estive durante tantos meses. Claro que à decisão de vir para aqui não é estranho o facto do servidor da weblog estar em baixo nem a obrigação de aqui pôr qualquer coisa de vez em quando para não me apagarem o blog. Mas, na verdade, só me apeteceu vir escrever num sítio onde talvez ninguém me leia. Escrever por escrever, deixar correr os dedos sobre as teclas, como fazia ao princípio.
O princípio já foi há tanto tempo... Ou não? Foi em Março. Nove meses. O tempo de gerar uma vida. Tanta coisa se passou aqui, tantos amigos apareceram e, não sei porquê, por aqui o ar parecia mais puro, mais livre de obrigações. Saudades. Parece que o espaço aqui é habitado pelos fantasmas não das pessoas mas das palavras que aqui se escreveram, das "conversas" que aqui se tiveram, até de alguns desentendimentos. E tudo isso volta, neste estranho Dezembro em que sobre mim pesam responsabilidades que aqui não esperava e desejos que aqui estiveram muito tempo adormecidos.
Porque vim eu hoje escrever para aqui?
publicado por lique às 23:26
link do post | quer comentar? | favorito
|
6 comentários:
De Anónimo a 17 de Dezembro de 2004 às 13:56

e EU? Que me trouxe aqui?
Um feeling qualquer. Tu?
O recolhimento. O saber-nos num abrigo. Tão sereno o silêncio dos quartos fechados...deSaraComAmor
(http://oblogdalibelua2.blogs.sapo.pt/)
(mailto:deSaraComAmor@sapo.pt)
De Anónimo a 15 de Dezembro de 2004 às 16:38
...porque quando bate a saudade é sempre de coisas boas. Este era o 'teu' espaço. Tropecei nele e este texto fez-me reponderar, também, sobre a liberdade primordial da escrita sem peso de leitores.
9 meses é um ciclo humano, germinal - daí ser uma medida emblemática. Depois, depois é o regresso às origens, o apelo a algo na paridade da inocência. Bolas, eu bem fujo dos estados nostálgicos, mas todos os meus nervos zunem e as lágrimas pedem licença, exaustas de contenções.
Gosto tanto de ti, mulher!
Beijos enviesados, quase escondidos, por serem aqui :-)MJM
(http://babylonia.blogs.sapo.pt/)
(mailto:cacooco@hotmail.com)
De Anónimo a 9 de Dezembro de 2004 às 20:27
viemos os dois escrever neste dia 8 de dezembro nos blogs abandonados, que ninguem vai ler...
Abraço cheio de maresia e flor de sal, havemos de nos cruzar por aqui...barcoantigo
(http://abandonado.blogs.sapo.pt)
(mailto:barcoantigo@sapo.pt)
De Anónimo a 9 de Dezembro de 2004 às 17:32
sorrindo aqui... sabe que passo aqui todos os dias? Por conta da preguiça de trocar o link. E às vezes aproveito pra te reler. Surpresa boa te encontrar sem saber porque está aqui? Talvez pra encontrar quem por aqui passa... Beijo moça!Loba
</a>
(mailto:lm@uol.com.br)
De Anónimo a 9 de Dezembro de 2004 às 11:34
e porque venho sempre eu aqui antes de ir para o outro lado?

daqui desejo-te um Natal repleto de amor e paz e ofereço-te esta pequena lembrança.

Que o menino da bondade,
permita a realidade,
de todos sermos iguais.
Em sentimentos unidos,
faça que os dias vividos,
possam ser todos "Natais".
flower
</a>
(mailto:flower@sapo.pt)
De Anónimo a 8 de Dezembro de 2004 às 23:35
Porque nós voltamos sempre aos locais onde um dia nos sentimos bem, sobretudo se algo corre mal...floreca
(http://floreca.blogs.sapo.pt)
(mailto:a_floreca@hotmail.com)

Comentar post