Sexta-feira, 13 de Janeiro de 2006

A sombra dos dias

Já o tempo foge,
já a vida some
no correr atrás
de minutos raros.
A sombra dos dias
vela a nostalgia
de certo passado
que não existiu,
inveja o futuro
que não haverá.
Já o tempo some,
já a vida foge…



Setembro 2005
publicado por lique às 16:58
link do post | quer comentar? | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 28 de Março de 2006 às 14:57
Ainda há tanto a viver... Ainda há tanto para ser feito... Independente da época da vida...Melissa
(http://neurasdelicadezas.zip.net/)
(mailto:melcampos@hotmail.com)
De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 21:42
>>Jorge:

Este blog está quase abandonado. Por razões de "valor sentimental" ponho aqui, de vez em quando, textos meus, alguns até já publicados noutros locais, ou textos de poetas consagrados. Se quiseres ler-me num blog actualizado, poderás ir a:

http://mulher50a60.weblog.com.pt

que é o meu "local" habitual.

Obrigada pela presença e pelo comentário.
lique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 16 de Janeiro de 2006 às 17:48
"Devemos saber decifrar
os sinais dos tempos e da vida
e com eles estabelecer
um pacto,
criar uma cumplicidade."

Gostei do seu blog. Parabéns!
Mas... Setembro?
jorge esteves
(http://andarilho.squarespace.com)
(mailto:jorg.esteves@mail.telepac.pt)

Comentar post