Domingo, 8 de Agosto de 2004

Na chuva me encontrei

rain2.jpg


Na chuva me encontrei
Súbita a leveza do ar
Cheiro de terra molhada
Saber de fértil amanhecer
Na chuva me lavei
Gotas beijo no rosto
Água fio pelos braços
Sentidos de vez acordados
Na chuva relembrei
Dias cinza de esperança
Tardes quentes de angústia
Noites brancas de emoção
Na chuva aguardei
Certezas do meu querer
Outonos em folhas de ouro
Invernos de prata fria

Até terminar a chuva
Até acabarem os dias.
publicado por lique às 22:54
link do post | quer comentar? | favorito
50 comentários:
De Anónimo a 9 de Agosto de 2004 às 19:04
Sara(vert) : Em África, tudo tem outro cheiro e outra cor. E imagino que com a seca em Cabo Verde, o cheiro da terra quando chove seja especial. Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 9 de Agosto de 2004 às 19:01
Amita: obrigada pela tua apreciação. Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 9 de Agosto de 2004 às 19:00
M.P.:É verdade, fez bem á terra e à nossa alma. beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 9 de Agosto de 2004 às 18:59
Yardbird: essa do comentário ir com a chuva... se calhar foi com o Sapo! Obrigada pelas palavras que deixaste em voo rasante. Beijoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 9 de Agosto de 2004 às 18:57
Eu não desisto: já vi por aí muitos anúncios teus. Irei visitar-te um destes dias.lique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 9 de Agosto de 2004 às 18:54
Gonçalo Trafaria: obrigada. Volta sempre. Irei visitar-te, logo que possível. lique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 9 de Agosto de 2004 às 18:52
Almaro: Continuas a deixar que a chuva te banhe? Pessoa prática como eu sou, diria que no Verão até sabe bem. Mas tu guardas as ilusões de criança. Bjslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 9 de Agosto de 2004 às 18:49
Annie: eu também gosto muito das chuvadas de Verão e do cheiro da terra a renascer. Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 9 de Agosto de 2004 às 18:48
Sonia: os que estão de férias é que não acham graça...:) beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 9 de Agosto de 2004 às 18:47
Dora: não há como resistir, não é? A chuva leva-nos à introspecção, sem remédio. beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)

Comentar post