Quarta-feira, 16 de Junho de 2004

O quadro

iluminura.jpg


Sempre me lembro de ter tido em minha casa aquele quadro. Parece a reprodução de um texto antigo, talvez medieval, em latim, com uma bela iluminura. Porque comprei aquela gravura e a emoldurei é algo que se diluiu na minha memória. Deve ter sido um daqueles repentes que me atacam de vez em quando… Enfim, lá está no meu quarto, na parede em frente à cama.
O pouco latim que sei não me permitiu nunca perceber o que está escrito. Talvez devesse pedir a ajuda a algum especialista, eventualmente um Deus do Olimpo sabedor de latim que aparece por aqui, para a tradução. Pelo meio, estão as palavras “Alleluia….alleluia” que são fáceis de traduzir…. O resto, para mim, também podia ser chinês que o efeito era o mesmo.
Ontem à noite, para chamar o sono, estava a ver um programa qualquer num dos canais da TV Cabo (seria talvez o Odisseia…). Que programa era? Pois, era sobre animais, talvez o centésimo sobre como as tartarugas põem os ovos nas praias e como as que nascem fogem em direcção ao mar. Aquilo faz-me pena até à terceira vez. Depois começa a ser só ligeiramente repetitivo. Quando estava quase a dormir comecei a ouvir um murmúrio no quarto. Alguém falava, embora eu não entendesse o que dizia. Estava acesa a luz do candeeiro ao lado da cama mas não conseguia ver ninguém. No murmúrio distingui claramente a palavra “Alleluia”. Já assustada, olhei para o quadro e vi que as palavras não estavam lá. E o murmúrio adensava-se, agora mais próximo. Sabia, sem ver, que as palavras dançavam à minha volta, ameaçadoras. E eu não conseguia entender o que diziam. Precisava fazer alguma coisa, gritar…
- Mãe, estás a dormir?
- Hum… O quê?
- Estavas a sonhar, agitada. E nem desligaste a televisão.
- Não foi nada, filha. Até amanhã!

Antes de adormecer, virei o quadro para a parede. E hoje vou pô-lo no caixote das coisas para deitar fora. Se alguém quiser traduzi-lo, eu dou-o, com todo o gosto.
publicado por lique às 18:20
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

sobre mim

pesquisar

 

outras palavras minhas

palavras recentes

Passeando na blogoesfera....

O Beijo

Reinvenção do mundo

de impossibilidades

Fixação

Ritual do silêncio

Poema à mãe

Azul, azul...

Ecos de Abril...

Desencanto

palavras guardadas

Dezembro 2007

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

blogs SAPO

subscrever feeds