Quarta-feira, 16 de Junho de 2004

O quadro

iluminura.jpg


Sempre me lembro de ter tido em minha casa aquele quadro. Parece a reprodução de um texto antigo, talvez medieval, em latim, com uma bela iluminura. Porque comprei aquela gravura e a emoldurei é algo que se diluiu na minha memória. Deve ter sido um daqueles repentes que me atacam de vez em quando… Enfim, lá está no meu quarto, na parede em frente à cama.
O pouco latim que sei não me permitiu nunca perceber o que está escrito. Talvez devesse pedir a ajuda a algum especialista, eventualmente um Deus do Olimpo sabedor de latim que aparece por aqui, para a tradução. Pelo meio, estão as palavras “Alleluia….alleluia” que são fáceis de traduzir…. O resto, para mim, também podia ser chinês que o efeito era o mesmo.
Ontem à noite, para chamar o sono, estava a ver um programa qualquer num dos canais da TV Cabo (seria talvez o Odisseia…). Que programa era? Pois, era sobre animais, talvez o centésimo sobre como as tartarugas põem os ovos nas praias e como as que nascem fogem em direcção ao mar. Aquilo faz-me pena até à terceira vez. Depois começa a ser só ligeiramente repetitivo. Quando estava quase a dormir comecei a ouvir um murmúrio no quarto. Alguém falava, embora eu não entendesse o que dizia. Estava acesa a luz do candeeiro ao lado da cama mas não conseguia ver ninguém. No murmúrio distingui claramente a palavra “Alleluia”. Já assustada, olhei para o quadro e vi que as palavras não estavam lá. E o murmúrio adensava-se, agora mais próximo. Sabia, sem ver, que as palavras dançavam à minha volta, ameaçadoras. E eu não conseguia entender o que diziam. Precisava fazer alguma coisa, gritar…
- Mãe, estás a dormir?
- Hum… O quê?
- Estavas a sonhar, agitada. E nem desligaste a televisão.
- Não foi nada, filha. Até amanhã!

Antes de adormecer, virei o quadro para a parede. E hoje vou pô-lo no caixote das coisas para deitar fora. Se alguém quiser traduzi-lo, eu dou-o, com todo o gosto.
publicado por lique às 18:20
link do post | quer comentar? | favorito
38 comentários:
De Anónimo a 17 de Junho de 2004 às 15:17
Sara: obrigada pelos elogios. Também tu achas que eu devo ficar com o quadro, porque o medo só pode estar dentro de mim. E como é que "adivinhaste" que eu estou a ler "O Inquisidor"? Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 17 de Junho de 2004 às 15:15
DonBadalo: oh diabo, não me tinha lembrado disso! Mas tenho a certeza que fui eu que o comprei, deve ter havido um apelo ao qual eu não pude resistir:) E não tenho amigas dessas que tu mencionas. Acho que o teu voto é nulo. Beijolique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 17 de Junho de 2004 às 15:12
adesse: se entendi bem, para ti deito fora. E sonho em português. Esta noite sonhei verde, vermelho, amarelo por tudo quanto era sítio :) beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 17 de Junho de 2004 às 15:10
Sonia: primeiro que mais nada, bem vinda, se não estou errada é a primeira vez que te encontro aqui. Então guardo. Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 17 de Junho de 2004 às 15:08
Maria: credo, que maldição! E eu que passo a vida a gabar a tua doçura... Portanto guardo porque tanto faz... Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 17 de Junho de 2004 às 15:06
MWOMAN: portanto, o teu voto é para guardar, senão posso arrepender-me. OK. Eu também acho que tu gostas de guardar coisas antigas que te inspiram devaneios... Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 17 de Junho de 2004 às 15:04
Inconformada: primeiro voto para guardar o quadro. Uma inconformada com apego à tradição... achas que o quadro tem alguma mensagem para me revelar?? Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 17 de Junho de 2004 às 15:02
Marcia: você também quer que eu deite fora, né? Desculpa, brincadeira... Vou contar o teu voto. Beijolique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 17 de Junho de 2004 às 15:00
Polittikus: mais um voto... político para deitar fora. Vamos ver... Bjslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 17 de Junho de 2004 às 14:59
Wind: pois, eu queria deitar fora mas há para aqui tanta gente a dizer para ficar com ele... Que é que eu vou fazer? Beijinhoslique
</a>
(mailto:lique2@sapo.pt)

Comentar post